Semi-Frio de Maracujá

Bom dia!
Por aqui vou indo amigas, não tão feliz como queria estar e nem tão entusiasmada como devia andar, pois estou a poucos dias da apresentação do meu livro.
Mas, na verdade vivemos neste momento uns dias em baixo, de angustia e sem ânimo, outros cheia de força e garra para enfrentar mais um desafio na minha (nossa) vida.
Desde que descobrimos que o nosso Joãozinho era autista, que os dias deixaram de ser iguais e não é fácil enfrentar esse diagnóstico mas a verdade é que quanto mais cedo aceitarmos e enfrentarmos essa realidade mais fácil é levar as coisas com calma e a serenidade que é agora tão precisa para bem dele e nosso.
Espera-nos uma longa caminhada e mais uma vez preciso de ter força,  e levar avante o meu esprito positivo, não ir abaixo e agarrar-me ao que tenho de mais precioso a minha família e por ela fazer o melhor, dar tudo e amar ainda mais (se é que é possível) este filho e fazer por ele tudo o que estiver ao nosso alcance. Mas confesso que é difícil por vezes não quebrarmos, não desanimarmos pois as ajudas são poucas, a indiferença, falta de compreensão e o estigma social está nestas alturas muito presente…

 Mas deixemos as coisas menos boas e passemos para algo doce para adoçar a vida, sim que se vocês me conhecem bem, tento levar tudo com fé e garra e se já passei por outras coisas menos boas e as enfrentei e superei, esta não será diferente e o meu filhote, o meu tesouro, o meu anjo caído do céu mais que merece…
Sendo assim passo a mais uma receita que vos deixo com carinho:

1 pacote de natas

2 embalagens de gelatina de maracujá (usei da Royal)
90 g de Açúcar em Pó
1 lata de polpa de Maracujá
1 iogurte grego
1 lata pequena de leite condensado
100 g de corn flakes
5 a 6 bolachas de aveia
100 g de manteiga

Comece por fazer as gelatinas conforme a instrução das embalagens, deixe que arrefeça.

Coloque no copo da bimby o açúcar, os corn flakes e as bolachas de aveia e triture 20 seg. na Vel.4.

Junte a manteiga e programar mais 15 seg. na Vel.4. Retire, e forre o fundo da tarteira com essa massa, de modo a ficar uniforme. Reserve no frigorífico.
Coloque no copo, o iogurte, a polpa de maracujá sem as sementes (reserve alguma para a decoração mas aí deixei com as sementes), as natas e o leite condensado e bater 2 min. na Vel 3. Por fim junte a gelatina reservada e envolver uns segundos.
Deite este preparado sobre a base e leve ao frigorífico por pelo menos 4 horas antes de servir.
Decore com um pouco da polpa de maracujá reservada.

Mais uma vez relembro que o meu livrinho já está à venda em todas as livrarias, Fnac, Bertrand, wook  e grandes superfícies.
É para mim também importante dizer-vos que tudo o que com ele ganhar, reverte para as terapias, consultas e medicação do João pois são caras e neste país as ajudas são tão poucas e com a crise que vivemos e os tempos tão difíceis, toda a ajuda é necessária. 
Obrigada por isso a todas que desde já o adquiram ou queiram adquirir.
Beijinhos!
Anúncios

30 thoughts on “Semi-Frio de Maracujá

  1. Coragem! O mais dificil em lidar com o autismo é sem dúvida lidar com o estigma… Também tenho um primo autista. Lidar com meninos tão especiais e únicos é uma aprendizagem constante: o menino continua o mesmo, continua a ser o nosso menino, mas com o rótulo de um nome feio de uma doença, o que muda tudo. Não gosto de pensar em autismo como uma doença, mas sim como uma variante da personalidade 🙂 Uma personalidade única e especial, apesar de os olhares dos outros…
    Boa sorte para a apresentação do livro, e tudo de bom! Espero que seja um dia divertido 🙂

  2. Hola Linda, como gostaría de poder estar ai agora mesmo, para te dar um abraço e dizer que tudo vai dar certo, gostaría de poder comprar ao livro já, mas tenho que esperar até minhas férias, para colocar ” mi granito de arena” beijos e muita força que Deus é pai.

    Muita força
    beijos desde Madrid
    Mari

  3. Sei que não deve ser nada fácil o que estas a passar, mas desejo-te muita coragem és uma lutadora e vais conseguir vencer mais esta batalha.
    Adorei o teu semifrio,fico lindo e com maracujá tenho a certeza que é uma delicia.
    Bjs

  4. O semi-frio ficou fabuloso! Que aspecto!
    Desejo-te a ti e ao teu filhote toda a sorte do mundo e espero que consigam ultrapassar este obstáculo com sucesso! O teu livrinho já mora na minha bancada da cozinha! Uma beijoca muito, muito grande!!!!

  5. Este é mais um obstáculo que apareceu no teu caminho, mas se há pessoa capaz de o enfrentar és tu!!!
    Pessoas especiais só se cruzam com pessoas ainda mais especiais..e é isso que te está a acontecer!
    Muita força e carinho é o que te posso desejar.
    Beijinhos grandes e se precisares já sabes onde me encontrar.

  6. Que sobremesa maravilhosa!
    Querida Mariana, não a conheço, mas não poderia não lhe desejar muita força para enfrentar esta vida, por vezes tão injusta! Estou certa que fará o melhor e dará ainda mais o melhor de si ao João e à sua familia 🙂
    Um beijinho

  7. Fiquei muito triste Mariana 😦 Este ano passei um mês nas consultas de desenvolvimento de pediatria na Estefânia e vi muitas crianças autistas. É realmente um sofrimento muito grande para as famílias 😦 Espero que tudo fique bem e que tudo corra pelo melhor 🙂

    Em relação à receitinha, adoro maracujá 🙂 Esta tarte ficou-me debaixo de olho 🙂

    Beijinhos e tem um bom resto de dia 😀

  8. Fiquei muito sensibilizada com esta situação. Sei que pouco podemos fazer, mas aqui fica um beijinho para te dar mais alguma força e coragem. Desejo que as coisas corram pelo melhor e não desanimes. Outro beijinho para o João.
    O semi-frio está lindo!

  9. Mariana,
    uma lágrima caiu, não por o Joãozinho ser autista, mas por dizeres que faltam ajudas e falta compreensão por parte dos outros, isso é o que mais custa, custa estar neste século e existir tanta informação sobre o autismo e as pessoas ignoram ou não compreendem, isso é que me custa.
    tenho a felicidade de conhecer um menino autista e se não me dissessem que o era nunca o saberia, é uma criança normal e o Joãozinho será igual, acho que o importante mesmo é “puxar” sempre por ele.
    Quanto a esta maravilha adorei, é o tipo de sobremesa que adoro e frescas sabem tão bem.

    Beijinhos

  10. Olá Mariana, os nossos filhos são sempre especiais e únicos, e o teu Joãozinho é, de certeza, um menino encantador, apenas com necessidades especiais. Infelizmente a nossa sociedade ainda não está completamente preparada preparada para uma dar uma resposta adequada a essas necessidades, por forma a possibilitar uma integração perfeita.
    Mas tu, vais conseguir fazer o teu melhor, para que ele tenha o que é melhor para si!
    E em relação à receita, não podia ser mais do meu agrado! Adoro maracujá e este semi-frio deve ser delicioso!!
    beijinhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s