Sopa de Tomate com Requeijão

Uma das minhas sopas de infância….

A minha mãe, sendo também ela alentejana, fazia-a imensas vezes regando o pão com o caldo de cores vibrantes e, a cada colherada, sentíamos todo o sabor de uma sopinha bem quentinha e reconfortante.
 
Esta é a minha versão, bem diferente, para o evento… Dia Um…Na Cozinha.
 
 
 
 
300 g de tomates cereja
1 lata pequena de tomates inteiros

3 dentes de alho, descascados e picados
1 talo de aipo
Raminhos de poejos e hortelã
5 colheres de sopa de azeite extra-virgem
1 cebola
Fatias grossas de pão Alentejano com 2/3 dias (quanto mais duro melhor)

 
 
 

Pré-aqueça o forno a 180º.

Pique os poejos e a hortelã, e envolva no tomate juntamente com 1 dente de alho picado, duas colheres de sopa de azeite e polvilhado com sal e pimenta.
Leve ao forno a assar por cerca de 20 minutos.

 

Enquanto isso, coloque o alho e o azeite restantes numa panela grande com mais uns raminhos de poejos, refogue por 2-3 minutos.
Despeje a lata de tomate, a mesma quantidade da lata, em água e o talo de aipo em pedaços. Com a ajuda de uma colher, esmague os tomates e deixe ferver.
Reduza o lume, e deixe a sopa cozinhar por cerca de 20 minutos.
Entretanto, retire os tomates cereja do forno e adicione-os inteiros, à sopa.
Reduza o lume mais um pouco e junte o pão, cortado em pedaços grossos.
Deixe a sopa ferver por mais 8/10 minutos.
Prove e tempere a gosto, adicionando mais sal e pimenta se desejar.
Retire do lume e sirva de  imediato, polvilhada com o requeijão Tété, esfarelado.

Uma sopa super aconchegante para estes dias frio de inverno!
Beijinhos e bom fim de semana!

Sopa de Cenoura e Mel

Uma sopa deliciosa e reconfortante, que sabe sempre bem em qualquer altura do ano.

1 alho-francês
600 g de cenouras
3 colheres de sopa de manteiga
1 colher de sopa de mel
1,5 l de caldo de galinha
1folha de louro
Sal e pimenta q.b
Numa panela derreta a manteiga e adicione o alho-francês para cozinhar alguns minutos até que fique macio. De seguida, adicione a cenoura, a folha de louro e o mel e refogue por uns minutos.
Cubra com o caldo e deixe ferver em lume brando por cerca de meia hora. 
Tempere de sal e pimenta.
Triture a sopa e sirva-a com salsa picadinha.

Gaspacho à moda da minha Mãe

Com este calor, apetece tudo menos andar de roda do fogão, não acham?
Um dia destes, ao falar com a minha mãe ao telefone, perguntei-lhe como era  a receita dela de gaspacho que em miúdos tantas vezes comíamos.
Explicou-me o passo a passo e, apesar de já saber todos eles, nada como relembrar pela boca dela.
Veio-me também à memória os passeios e de quando vinhamos na estrada de Estremoz para Portalegre e parávamos muitas vezes junto a um ribeiro a apanhar poejos..
Quando chegávamos a casa lá saía uma bela e refrescante sopinha feita com todo o amor de mãe.
Agora pelas minhas mãos saiu esta, quase idêntica, mas feita da mesma forma:
amor e uns outros tantos ingredientes…

1 pão Alentejano (de preferência duro)

1 cebola pequena

4 dentes de alho
3 tomates maduros mas firmes
3 colheres de sopa de polpa de tomate
1 pepino descascado e sem sementes
1 pimento vermelho
3/4 fatias de presunto fatiado
Àgua fria q.b
2 colheres de sopa de vinagre
Azeite e sal a gosto
Alguns cubos de gelo
1 ramo de poejos frescos
1 ramo de tomilho fresco picado (pode substituir por oregãos)

Comece por cortar o pão em cubos pequenos, reserve.

Num almofariz coloque os dentes de alho descascados, a cebola, o sal, os poejos e azeite q.b.e pisar de modo a obter uma pasta.
Numa tigela alta, coloque a polpa de tomate e a mistura anterior pisada no almofariz. De seguida junte os vegetais cortados em cubos ou rodelas (eu gosto de pedaços grandes). Rega-se com mais azeite, junta-se o vinagre e tempera-se de sal.
Deite água suficiente, refresque com as pedras de gelo e junte o pão reservado. 
Sirva de imediato, polvilhando a sopa com bastante tomilho picado e tiras de presunto.

Sopa do Mar

Um dia destes, ao ver um programa do Masterchef em que se fazia uma bela sopinha de peixe, lembrei-me da minha e que há muito tempo não a fazia, vai daí…

3oo g de mexilhão
3 postas de cação (tintureira)
300 g de camarão
80 ml de vinho branco
1 caldo de peixe
1 talo de aipo
1 alho francês
1 cenoura
1 cebola media
1 dente de alho
150 g de farinha
1 pitada de pimentão vermelho
 Sal q.b.
Azeite q.b.
1 ramo de coentros

Comece por cozer o cação em água temperada de sal a que adicionou o caldo de peixe e, assim que estiver quase cozido, junte o camarão. Apague, retire o peixe e o camarão e coe o caldo reservando-o.
Fazer um refogado com a cebola bem picadinha, juntar depois o alho e os restantes legumes cortados em cubos e deixar que amoleçam.
De uma só vez, deite depois a farinha sobre o refogado e mexa bem até que fique bem envolvida e sem grumos. Refresque com o vinho branco mexendo sempre até criar um puré grosso.
Aos poucos vá agora adicionando o caldo reservado e, assim que ferver, triture-o de modo a conseguir uma sopa bem cremosa.
Desfaça o peixe em lascas, descasque o camarão e deite na sopa e assim que ferver junte o mexilhão até que este abra.
Sirva a sopa de imediato, simples ou com tostas e perfumada com coentros.

Beijinho e boa semana para todas!

Sopa de Morangos

Uma sopa que vos vai surpreender, tenho a certeza!

400 g de morangos
300 g de água
2 folhas de hortelã
4 colheres de sopa de açúcar em pó
1 pacote de açúcar baunilhado
Raspa e sumo de um limão
2 cravinhos
1 colher de chá de amido de milho
2 colheres de sopa de xarope de groselha
Iogurte grego q.b.

Lave bem os morangos, reserve alguns para enfeitar.
Retire os talos aos restantes e corte-os em pedaços, reserve
Leve a água a ferver juntamente com o açúcar, o açúcar baunilhado, os morangos, a casca de limão e o cravinho. Retire do lume, retire a casca de limão e o cravinho, junte a hortelã e triture tudo.

Desfaça o amido no xarope de groselha e misture no liquido quente. Mexa e deixe que ferva novamente.
Deite a sopa em taças e deixe que arrefeça. (Bem fresquinha ainda me soube melhor hummm).
Decore com morangos e sirva com iogurte grego.

Com esta receita vou aproveitar para participar no desafio da Susy “A escolha do ingrediente”, do blog criador do projeto Tertúlia da Susy  e que é dedicado aos Morangos!

Beijinhos e um feliz fim-de-semana!

Sopa de Tomate

Em miúda comi muitas vezes esta sopinha, e ainda hoje me sabem tão bem.
Engraçado como há sabores e cheiros dos quais nunca enjoamos e nem esquecemos, ficando para sempre na nossa memoria mesmo sendo tão simples, como esta sopa de tomate…

1 Pimento vermelho, assado (pode ser de conserva)
1 Lata grande de tomate natural inteiro e pelado
1 Cebola
100 g de pão de véspera
1 Ramo de coentros, hortelã ou manjericão
50 g de azeite
1 Pitada de sal
2 Colheres de sobremesa de açúcar
Preparação:
Colocar o azeite no copo e programar 5 min./Temp. Máxima/Vel.1.
Juntar o pimento, a cebola e picar 4 seg./Vel. 5. Com a ajuda da espátula, baixar os restos da parede do copo. Programar 8 min./Temp. Máxima/Vel. 1.
Juntar de seguida o tomate com o sumo, tempere de sal e junte o açúcar e programar 30 min./Temp. Máxima/Vel. 1. Terminado o tempo triture a sopa por 3 segundos na velocidade 3.
Juntar o pão em rodelas finas e embebido em água e as ervas aromáticas. 
Envolver por 3 segundos na velocidade 2.

Beijinhos e BOA SEMANA!

Sopa de Miúdos de Cabrito à moda de Portalegre

BOM DIA!
E quem das minhas queridas amigas não sabe já de onde sou? Pois claro, da bela cidade de Portalegre. Embora viva à oito anos aqui no grande Porto e antes tenha vivido em Lisboa, em Oeiras mais concretamente. Mas as minhas raízes vivem sempre comigo e não se espantem e nem fiquem chocadas se vos disser que esta sopinha me enche de felicidade…
Quem visitar aquela cidade do Alto Alentejo e entrar num restaurante típico, vai de certeza encontrar na sua ementa esta sopinha reconfortante. 
Aqui fica a minha receita, numa versão um pouco mais simples.





Miúdos de cabrito (eu só usei o fígado e o coração)

2 cebolas e 2 alhos picados
1 colher de sopa bem cheia, de tomate em polpa
Sangue cozido de cabrito
1 colher de sopa de banha
1 colher de sopa de azeite
Cominhos, sal e pimenta q.b.
Fatias de pão alentejano
Água q.b.
Rodelas de 2 laranjas 
2 colheres sopa de vinagre
Refoga-se a cebola e o alho picados nas gorduras (banha e azeite). Logo que começar a tomar cor, junte a polpa de tomate e mexa mais um pouco. Adicione os miúdos cortadinhos e pré temperados de véspera com louro e vinagre. Continua a refogar-se, deitando água aos poucos. 

Depois de bem refogado, adicionam-se o sangue bem esfarelado e a água necessária para a sopa. Tempera-se com sal, pimenta e cominhos a gosto (nos cominhos sou bem generosa).
Quando tudo estiver bem apurado e imediatamente antes de apagar deita-se o vinagre.

Serve-se a sopa bem quente, com finas fatias de pão alentejano e rodelas de laranja.

Beijinhos e uma feliz terça-feira!